Domingo, 21 de Janeiro de 2018

Buscar  
Política

Publicada em 05/11/15 às 17:18h - 240 visualizações
Decreto do governador fortalece Deoesp em nova estrutura da Polícia Civil
Objetivo é aumentar a eficiência policial no combate a grupos criminosos organizados; outras alterações também foram efetuadas

Jornal O Impacto


 (Foto: Jornal O Impacto)

Decreto do governador Fernando Pimentel, publicado hoje no "Minas Gerais", diário oficial do Estado, altera a estrutura organizacional da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). O principal ponto da reestruturação é o que eleva o tradicional Deoesp novamente à condição de departamento.

Até então na categoria de divisão especializada de Operações Especiais, a unidade passa a ser, a partir de agora, Departamento Estadual de Operações Especiais, mantendo a sigla e ganhando maior autonomia interna na instituição.

"Nosso objetivo é potencializar o enfrentamento qualificado e a contenção de determinadas modalidades criminosas que causam enormes prejuízos para a sociedade mineira", afirma o chefe da Polícia Civil, delegado Wanderson Gomes da Silva. Ele acrescenta que a inserção do Deoesp no grupo de departamentos especializados da PCMG é o primeiro passo para que a unidade seja fortalecida na tarefa de investigar e promover operações contra grupos organizados e mais violentos.

O decreto cria também o Departamento Estadual de Investigação de Fraudes, substituindo o Departamento de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio (DICCP). O novo departamento vai investigar, além das grandes fraudes, os crimes cibernéticos, contra a ordem tributária e contra o meio ambiente.

As demais atribuições investigativas do extinto DICCP serão divididas com o Deoesp por meio de resolução da Chefia da Polícia a ser publicada nos próximos dias. "Os próximos passos da reestruturação irão assegurar uniformidade na denominação de unidades da PCMG, além de permitir adoção de medidas administrativas de aprimoramento da gestão operacional", explica Wanderson Gomes.

Ainda de acordo com o ato do governador, o atual Departamento de Investigação Antidrogas passa a ser denominado Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc), que vai fortalecer mecanismos de combate à narcotraficância.

 

Inalterados

Permanece inalterado o Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP), onde estão as divisões de Homicídios e de Localização de Pessoas Desaparecidas.

Com exceção da Divisão de Proteção ao Meio Ambiente, que vai para o Departamento de Fraudes, também permanece inalterada a estrutura do Departamento de Investigação, Orientação e de Proteção à Família (DIOPF), que abriga as divisões de Atendimento da Mulher, do Idoso e do Portador Deficiência; e a de Proteção à Criança e ao Adolescente, responsável pela delegacia da PCMG no Centro Integrado de Apoio ao Adolescente (CIA-BH).

Além desses cinco departamentos de investigação especializada, a estrutura da Polícia Civil conta com o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) e os 18 departamentos responsáveis pela divisão territorial do estado. Essas unidades são as responsáveis pelo gerenciamento das delegacias regionais que, por sua vez, coordenam as delegacias de comarca instaladas nos municípios.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Redes Sociais


(32) 99811 - 2765

Publicidade Lateral
Hora Certa
Colunistas

Valber Augusto

Curiosidades marcam a primeira eleição direta do país, há 120 anos


Izaída Stela do Carmo Ornelas

Que valores são mesmo de valor? A que valores você dá valor?


Guanayr Jabour Amorim

TURISMO & DESENVOLVIMENTO


Enquete
Você é a favor da transmissão das reuniões da Câmara Municipal de Divino-MG?

 Sim
 Não

Estatísticas
Visitas: 1808726 Usuários Online: 181


Parceiros
Parceria de sucesso

Fique por dentrro dos principais acontecimentos de Divino e região!
Copyright (c) 2018 - Jornal O Impacto - Todos os direitos reservados