G-FMDENZC2BX

noticias652 Alto Caparaó - Parque Nacional do Caparaó registra 0º e tem cenário de inverno entre ES e MG.

Região

Alto Caparaó - Parque Nacional do Caparaó registra 0º e tem cenário de inverno entre ES e MG.

Publicada em 22/05/2024 às 08:24h - 1014 visualizações

por Mayco Lima


Compartilhe
Compartilhar a not�cia Alto Caparaó - Parque Nacional do Caparaó registra 0º e tem cenário de inverno entre ES e MG.  Compartilhar a not�cia Alto Caparaó - Parque Nacional do Caparaó registra 0º e tem cenário de inverno entre ES e MG.  Compartilhar a not�cia Alto Caparaó - Parque Nacional do Caparaó registra 0º e tem cenário de inverno entre ES e MG.

Link da Notícia:

Alto Caparaó - Parque Nacional do Caparaó registra 0º e tem cenário de inverno entre ES e MG.

Em muitas partes da região a sensação é de calor, mas no Parque Nacional do Caparaó, entre o Espírito Santo e Minas Gerais, o cenário já é de inverno, mesmo ainda faltando um mês para a estação mais fria do ano.

Durante a manhã de domingo (19/05), bem cedo, por volta das 6h, foi registrada uma geada e a temperatura de 0° no acampamento Terreirão. No Pico da Bandeira, ponto mais alto do local, os termômetros marcaram 6°.

O registro é do agente temporário ambiental Douglas de Souza Dias. “Fui acompanhar um ex-funcionário do parque até o Pico da Bandeira. Voltando do pico, umas 6h40, encontrei o camping cheio de gelo”, comentou.

Quem também registrou imagens do gelo fininho sobre a vegetação, mesas e barracas foi o guia turístico Cícero Alves Filho. Ele conta que o Terreirão fica a 2.370 metros de altitude e de lá, até o Pico da Bandeira, são 3,2 km de caminhada.

FONTE – CARANGOLA NOTÍCIAS




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário

Captcha
Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso site Jornal O Impacto Nosso Whatsapp (32) 998112765
Visitas: 185517 Usuários Online: 51
Copyright (c) 2024 - Jornal O Impacto
Converse conosco pelo Whatsapp!